ColdFusion Aprender a programar

OBS: Antes de iniciar as mini-aulas, gostaria de já deixar de antemão um aviso sobre como eu irei tratar o assunto. 1º : Existem alguns pré-requisitos necessários para se obter um melhor aproveitamento do material. A) Saber “Lógica de Programação”. B) Conhecer a linguagem “HTML” C) Conhecer a linguagem “SQL”.

Alguns sites onde podem aprender tais linguagens.

– Lógica de Programação ver aqui aqui e aqui

– HTML ver aqui e aqui

– SQL ver aqui e aqui

No decorrer das aulas irei fazer pequenas abordagens/explicações sobre estes assuntos (quando necessário), no entanto, como a intenção destas mini-aulas não é ensinar sobre os assuntos acima, tais abordagens serão meramente superficiais.

CFML e ColdFusion

O CFML (“ColdFusion Markup Language” ) é uma linguagem de programação web (não-proprietária) comparada a linguagens como PHP, ASP, JSP… baseada em tags e criada pelos irmãos Allaire em 1995. Por ser uma linguagem baseada em tags, o CFML proporciona um desenvolvimento rápido e fácil, integrando-se facilmente no ambiente HTML.

ColdFusion Inicialmente chamado de “Cold Fusion” o CF (para os íntimos) foi criado em 1995 pelos irmãos Allaire (hoje pertence à Adobe) e, bom, o ColdFusion é tanta coisa que é difícil explicar o que é, mas resumindo, o CF é um servidor (proprietário) de aplicações escritas em CFML que corre num servidor Java (J2EE – alguns dizem que o CF é uma “camada de abstracção entre o Utilizador e o Java) e é utilizado no desenvolvimento de aplicações dinâmicas (geralmente utilizado em aplicações RIA (Rich Internet Applications) e RAD (Rapid Application Development) – aplicações ricas para a Internet (em conjunto com o Flex – também da Adobe) e aplicações que necessitam de desenvolvimento rápido.

Resumindo, o ColdFusion é um ambiente de desenvolvimento de aplicações web dinâmicas com suporte à linguagem CFML.

Para começarmos a programar em ColdFusion são necessárias 2 coisas. 1º – Ter um servidor de aplicação. 2º – Ter um editor CFML.

Servidor de Aplicação Actualmente existem vários servidores CF:

ColdFusion – Servidor “oficial” mantido pela Adobe. Actualmente está na versão 8. O ColdFusion é um servidor proprietário (e caro), porém, pode ser instalada a versão Developer (gratuita), que não necessita de serial para instalar e possui todos os recursos das versões pagas, a única diferença é o nº de IPs que podem ligar as aplicações simultaneamente. Pode ser encontrado no site da Adobe.

Railo Railo é um servidor CF que possui 2 versões (paga e gratuita) que actualmente suporta até a versão 6.1 do ColdFusion (com algumas limitações e melhorias quando comparado com a versão oficial 6.1). Pode ser encontrado no site da Railo.

Outros servidores existentes no mercado são: – BlueDragon (pago). – Smith (gratuito). – IgniteFusion (gratuito). – Coral Web Builder (pago).

No decorrer das aulas irei utilizar inicialmente o servidor Railo Server 2.0 (Resin + JRE) e posteriormente (caso necessário) migrarei para o ColdFusion (v 7.02 – É a versão que eu uso aqui em casa, pois o CF8 é muito pesado para eu correr aqui).

Como base de dados irei utilizar o MySQL 5.5 e como editor CFML irei utilizar o DreamWeaver CS3, no entanto os códigos podem ser escritos em qualquer editor de texto (recomendo o Notepad2).

Configurar o Railo Server.

  1. Execute o instalador do Railo.
  2. No 1º ecrã clique em “I AGREE”.
  3. Escolha o local onde o Railo Server será instalado e clique em “Install”.
  4. O instalador irá prosseguir sozinho e, no final, clique em “Close”.

Será criado um grupo de trabalho no menu “Iniciar” chamado “Railo Server”.

Para iniciar o servidor vá a este grupo e clique em “Start Railo” (“Stop Railo”para desligar o servidor).

Para configurar o Railo, vá ao grupo no menu Iniciar e clique em “Railo Administrator”. O navegador padrão será aberto e aparecerão duas opções:

WEB ADMINISTRATOR: Administrador de um único sistema disponível no servidor.

SERVER ADMINISTRATOR: Administração de configurações que terão efeitos em todos os sistemas disponíveis no servidor.

OBS: Esta é a primeira vez que eu utilizo (de verdade) o Railo Server, conheço a fama deste servidor faz tempo, mas é a primeira vez que eu o utilizo logo, posso não saber do que se tratam algumas coisas presentes no seu administrador.

Desde sempre utilizei o servidor ColdFusion (pela Macromedia e agora pela Adobe), no entanto como o seu instalador é MUITO maior do que o do Railo e, uma vez que o propósito destas aulas são somente de aprendizagem, escolhi o Railo por se tratar de um servidor pequeno, sem ‘tralha’ e que irá funcionar para este propósito (pelo menos foi esta a impressão que ele me deixou ao terminar de ler as suas especificações). Outra vantagem é que o Railo provavelmente é um dos servidores CF mais rápidos actualmente (se não for o mais rápido).

Configuração básica do Railo.

Abra o Railo Administrator.

WEB ADMINISTRATOR

  1. Crie uma senha.
  2. Clique em “Settings > Regional”.
  3. Em “Locale” selecione o local correspondente ao seu.
  4. Em “Time Zone” selecione a zona horária correspondente à sua.
  5. Clique em “Update”.
  6. Clique em “Development > Debugging”.
  7. Desmarque a opção “Enable Debugging”.
  8. Clique em “Update”.
  9. Clique na opção “TO SERVER ADMINISTRATOR” no canto superior direito e refaça todos os passos desde o 1º passo.

Por enquanto estas são as configurações que iremos realizar, mais à frente iremos ver como adicionar bases de dados e outras coisas.

Teste ao servidor (em boa verdade vos digo que se conseguiu entrar no Administrador o servidor já foi testado e aprovado).

1º – Abra o “Windows Explorer” e vá até ao local onde instalou o Railo. 2º – Dentro da pasta do Railo, entre na pasta “webapps\ROOT\” (é nesta pasta que ficarão todos os projectos). 3º – Dentro desta pasta, crie uma pasta chamada “pplware” (onde ficarão os exemplos criados durante as aulas). 4º – Dentro da pasta “pplware”, crie um ficheiro de texto e salve-o com o nome “hello_world.cfm” e abra-o com algum editor de texto. 5º – Dentro deste ficheiro escreva o código abaixo.

6º – Salve o ficheiro e abra o seguinte endereço no seu browser: http://localhost:8600/pplware/hello_world.cfm

7º – O resultado será este:

Chegamos ao fim desta primeira parte, novamente peço desculpas por ter sido tão longa, mas em breve irei postar a 2ª parte, directo ao ponto que interessa.

Até lá!

Canal theevolutiontech

Apenas mais um fã da grande rede , um maluco pela internet que passa grande parte do tempo conectado sempre a procura de novidades online , e sempre achando já que a rede é movida por novidades ...

Deixe um Comentário !