Documentos hackeados do 11 de setembro estão disponíveis na internet

Um misterioso internauta vazou a chave para descriptografar o terceiro lote de documentos do 11 de setembro roubados pelo grupo hacker ‘The Dark Overlord‘. Esses documentos esclarecem vários pontos sobre aspectos jurídicos envolvidos nos atentados.

A última versão revela mais e-mails invadidos por companhias de seguro, órgãos de segurança pública e departamentos do governo, encarregados de administrar as ações judiciais e pedidos de seguro que surgiram após os ataques. Enquanto os hackers planejavam inicialmente manter os documentos como resgate, eles finalmente liberaram os dois primeiros lotes depois de receberem doações de bitcoin do público.

A chave criptográfica para o terceiro lote, no entanto, foi vazada por uma fonte anônima na quinta-feira, junto com uma nota que dizia “Você quer a verdade sobre o 11 de setembro? Aqui está.”

A chave é genuína e descriptografa cerca de 8 mil e-mails, que, como os dois primeiros vazamentos, mostram a difícil situação das partes envolvidas e seguradoras que lutam para determinar quem deve processar por danos após os ataques. Especificamente nesse último lote de documentos, as ações e processos judiciais já estão em andamento e são muito disputados na justiça.

Screenshot Pastebin / Mundo Hacker

Quem busca a verdade sobre os ataques não deve ficar ansioso. Esses e-mails não contêm nenhum fato novo que sugira envolvimento do governo ou de que houve alguma outra grande conspiração.

Em vez disso, eles revelam o caminho que a justiça segue para encontrar os culpados pelos ataques. Em um e-mail vazado de um escritório de advocacia de Nova York, um advogado revela que os detectores de metais do Aeroporto de Logan, em Boston, foram testados pela Administração Federal de Aviação (FAA) antes do ataque e apresentaram defeito.

O aeroporto de Boston foi a origem dos voos 11 e 175 da American Airlines, que colidiram com o World Trade Center, menos de uma hora após a decolagem. Como a justiça voltou sua atenção para as companhias aéreas, os depoimentos da equipe de segurança da American Airlines revelaram que eles estavam mal informados sobre a ameaça representada pelo terrorismo, mal treinados para administrar postos de segurança nos aeroportos e tinham apenas um conhecimento superficial da FAA. diretrizes de avaliação de ameaças. Além disso, a American Airlines e a United Airlines foram multadas em US $ 3,6 milhões por lapsos de segurança no ano anterior aos ataques.

A quantidade de informações é muito grande e demorará algum tempo a para ser completamente analisada . Mais dois lotes de dados permanecem criptografados, e o grupo “The Dark Overlord” garantiu desde o inicio que cada camada revelaria “mais segredos” e “mais verdades”. Os hackers ofereceram a coleção completa de documentos na quantia inicial de US $ 2 milhões.

O Dark Overlord ganhou visibilidade em 2016 e tem sido responsável por vários ataques cibernéticos e extorsão. O grupo vazou uma temporada inteira da série (Orange Is the New Black), produção original da Netflix no ano passado por não ter recebido o resgate pedido. Além disso são conhecidos por, nas horas vagas, comercializar informações de cartão de crédito e registros médicos.

Fonte : Mundo Hacker

Canal theevolutiontech

Apenas mais um fã da grande rede , um maluco pela internet que passa grande parte do tempo conectado sempre a procura de novidades online , e sempre achando já que a rede é movida por novidades ...

Deixe um Comentário !