Bitcoin dispara e atinge maior preço das últimas duas semanas

O Bitcoin dá continuidade ao movimento de alta iniciado no inicio da semana e volta a se aproximar dos US$ 4.000, alcançando o maior patamar das últimas duas semanas. No Brasil, a criptomoeda é negociada a R$ 15.420 às 9:20 .

Desde a baixa anual de US$ 3.215, atingida no dia 13 de dezembro, o BTC já valorizou 22%. Apesar da recuperação, o mês de dezembro continua com um acumulado de -5%. Em 2018, o bitcoin só fechou o mês positivo em três ocasiões.

Gráfico BTC/BRL do Índice de Preço do Bitcoin (IPB)

Nas últimas 24h, o BTC foi negociado entre US$ 3.545 e US$ 3.925. O volume negociado foi de US$ 6,5 bi, 20% acima da média mensal.

Criptomoedas em alta

O mercado parece ter acho um fundo – pelo menos por enquanto – e após grande parte das criptomoedas terem desvalorizado mais de 90% desde seus respectivos topos históricos, os criptoativos estão se recuperando.

O Ethereum voltou a ser negociado acima dos US$ 100 após uma alta de 15% na semana. O XRP, token da Ripple, também opera em forte alta, junto com EOS, IOTA e Litecoin. O maior destaque, no entanto, é a criptomoeda Waves, que subiu mais de 125% em sete dias, com um acumulado de 250% em trinta dias.

A capitalização do mercado cripto volta aos US$ 125 bi e também está no maior patamar das últimas duas semanas, com alta de 25% desde a mínima anual. O BTC continua dominando o mercado com mais de 50% do marketshare.

Cotação das principais criptomoedas do mercado

Aniversário do topo histórico

Há um ano atrás, no dia 17 de dezembro de 2017, o Bitcoin alcançava a cotação de US$ 20.000, patamar mais alto de preço que a criptomoeda já atingiu. No Brasil, um dia depois, o BTC registrou seu topo, em R$ 69.700.

Doze meses depois, a maior criptomoeda do mundo em valor de mercado foi negociada a US$ 3.450, uma queda de 83%. O BTC também caiu 76% no acumulado do ano (a partir de seu preço de abertura de US$ 13.720 em 1º de janeiro).

Canal theevolutiontech

Apenas mais um fã da grande rede , um maluco pela internet que passa grande parte do tempo conectado sempre a procura de novidades online , e sempre achando já que a rede é movida por novidades ...

Deixe uma resposta