Visite-nos no Google+
Select Menu

Curta A Pagina Oficial No facebook




Slider

Como acontece frequentemente, o Facebook recentemente modificou a forma como as configurações de publicidade (e privacidade) funcionam, o que significa que você tem novas opções para fazer com que suas atividades na mídia social parem de te perseguir pela web. Eis as novas e velhas configurações que você precisa conhecer.
Em primeiro lugar, o Facebook cria uma imagem de tudo o que acha que você gosta e não gosta, com base nas suas várias atividades dentro da plataforma. A ideia é oferecer anúncios que talvez sejam mais relevantes para você. Você pode conferir suas preferências de anúncios aqui: clique no x em qualquer item para removê-lo, ou use a caixa no topo da página para adicionar qualquer coisa.
Ao esticar seus tentáculos digitais ao redor da web (lembre-se e todos aqueles botões de Curtir e sites que usam o Facebook para login), o Facebook também consegue monitorar seus hábitos de navegação quando você está fora da rede social, o que ajuda a alimentar o perfil que ele cria de você. Para impedir que isso aconteça, entre aqui e mude a opção do topo para Não.
Por fim – e essa é a opção recém-adicionada – o Facebook pode usar o que sabe sobre você para influenciar anúncios que você vê quando não está no Facebook. Isso não influencia a coleta de dados, só quando e como os dados podem ser usados. Para impedir isso, mude a segunda opção desta página para Não.
Não deixe o Facebook te rastrear
Para ainda mais controle sobre como suas atividades de navegação são registradas e usadas, vá até o site Digital Advertising Alliance (DAA) e desmarque os programas de rastreamento usados por alguns dos maiores nomes da web (incluindo o Facebook). Você pode selecionar todas as empresas ou o Facebook especificamente – o que é particularmente importante para quem não tem uma conta no Facebook, já que você não terá as opções listadas acima disponíveis.
veja o vídeo falando
E em relação ao Não rastreie? Dá para ativar essa opção praticamente em todos os navegadores modernos, mas esse não é um protocolo reconhecido pelo Facebook, então não fará efeito nenhum para impedir que a rede social monitore o que você faz fora dela. As configurações dentro do Facebook e do site do DAA, no entanto, mantém a sua privacidade segura.
o mesmo vale para navegadores móveis e para o app do Facebook para smartphones: a coleta de dados da rede social é definida pelas opções que já mencionamos, ainda que seu smartphone possa ter configurações separadas de privacidade e de segurança que você pode usar.
Não dá para usar o Facebook sem que a rede social construa um perfil de anúncios para você – é isso o que paga as contas de Mark Zuckerberg – mas você pode ao menos ter um pouco de controle sobre esse processo.privacidade.

Se gostou comente, meu pagamento é seu comentário, valorize o site agradeça.
O estímulo é meu , a reação é sua, o Site é nosso.
Um problema do Chrome está permitindo que usuários realizem o download de filmes de empresas de streaming como Netflix e Amazon. O bug permite que qualquer pessoa baixe as mídias armazenadas pelo site e facilita a pirataria.
Acesse o Canal oficial!
A falha acontece no sistema Widevine EME/CDM, usado pelo navegador para permitir que conteúdo criptografado seja baixado e exibido na máquina – e que também está presente em outros navegadores, mas o mesmo bug –, e foi descoberta por dois pesquisadores de segurança, Alexandra Mikityuk e David Livshits. Eles descobriram que havia um método de utilizar o sistema para fazer o download do arquivo diretamente para a memória inteira da máquina.
Apesar de descobrir o problema, os pesquisadores decidiram não compartilhar a forma em que os vídeos podem ser baixados. O objetivo dos dois é evitar que o problema facilite a pirataria. Mesmo assim, ambos gravaram um vídeo mostrando um pouco de como a falha ocorre:
Apesar de ser um bug gravíssimo e que pode até mesmo fazer com que serviços como a Netflix percam assinantes uma vez que o conteúdo pode ser acessado sem nenhum custo financeiro, o Google ainda não se manifestou sobre o problema mesmo após serem alertados diretamente pelos pesquisadores no dia 24 de maio.
veja o vídeo falando da falha!
Para piorar ainda mais a situação, os pesquisadores afirmam que o problema também está presente no Chromium, navegador de código aberto distribuído gratuitamente pela Google para desenvolvedores. Dessa forma, qualquer pessoa pode criar um navegador específico para permitir que o software realize o download do conteúdo dos serviços.
Se gostou comente, meu pagamento é seu comentário, valorize o site agradeça.
O estímulo é meu , a reação é sua, o Site é nosso.
A empresa de segurança digital FireEye identificou recentemente uma nova ameaça que infecta dispositivos móveis com sistema operacional Android. Para roubar os dados de conta bancária das vítimas, o arquivo malicioso se "disfarça" de um aplicativo popular, como o WhatsApp ou o Facebook, para levar o usuário a crer que são estes apps que estão solicitando seus dados.
De acordo com a empresa de segurança, não se trata apenas de uma ameaça específica, mas de uma família de malwares que têm o mesmo método. Além dos aplicativos já citados, alguns deles também já foram vistos disfarçando-se do aplicativo de um banco na Alemanha, do aplicativo oficial dos correios na Dinamarca e na Austria, e do Youtube e WeChat no Reino Unido, Noruega e Itália.
Segundo o PplWare, os arquivos nocivos são propagados por meio de mensagens SMS com um link. Ao clicar no link, o usuário baixa o arquivo para seu smartphone. Ele então fica indetectável, e só "acorda" quando percebe que a vítima abriu um aplicativo que ele sabe imitar. Nesse momento, ele imita a interface do aplicativo original para enviar mensagens pedindo os dados bancários da vítima.
A vítima, por sua vez, acredita que na verdade é o aplicativo original que está solicitando seus dados, o que aumenta a probabilidade de que ela os forneça. Segundo os pesquisadores, na Dinamarca mais de 130 mil pessoas já foram infectadas por arquivos nocivos dessa família. Além disso, segundo a FireEye, o modo como os malwares são criados torna fácil para os criminosos incrementar suas capacidades. Com isso, eles podem "aprender" novos disfarces.
Prevenção
De acordo com a empresa, a principal recomendação para que os usuários de Android evitem ameaças desse tipo é permitir apenas a isntalação de aplicativos hospedados na Play Store. A FireEye também recomenda cuidado caso o usuário receba mensagens SMS de estranhos, ou com textos suspeitos. Nesses casos, o melhor a se fazer é deletar a mensagem e jamais clicar nos links enviados. 
Além disso, fique atento ao comportamento de qualquer aplicativo popular que você utilize. Caso ele comece a enviar mensagens incomuns ou solicitar seus dados, não os entregue. Especialmente no caso de apps como o WhatsApp e o Facebook, é extremamente improvável que eles precisem de qualquer dado bancário seu para qualquer coisa.

Se gostou comente, meu pagamento é seu comentário, valorize o site agradeça.
O estímulo é meu , a reação é sua, o Site é nosso.
Um cabo submarino de rede custeado em parte pelo Google (em parceria com empresas de telecomunicações do Japão e da Ásia) começa a operar hoje na região do Pacífico. O cabo liga a cidade de Oregon nos Estados Unidos até as cidades de Chiba e Mie, no Japão, e tem mais de 9 mil quilômetros de comprimento. Ele usa tecnologia de fibra óptica otimizada com seis pares de cabos.
Nosso grupo no telegram
Embora o cabo só conecte três cidades, ele pode ser ramificado a partir delas para levar internet de alta velocidade à costa oeste dos Estados Unidos, bem como ao Japão inteiro, à Coreia do Sul inteira, a Singapura e a partes da China. De acordo com a Singtel, uma das empresas do consórcio que custeou o cabo, ele permite conexões de até 60 Terabits por segundo (60.000.000 Mbps).
Clique Aqui veja o vídeo !BTC
O consórcio inclue as empresas Google, Global Transit, China Telecom Global, Singtel, China Mobile International e KDDI. Essas empresas se uniram à NEC, um grupo de telecomunicações japonês, para ajudar a viabilizar o cabo. Por conta de sua velocidade, o projeto recebeu o nome de FASTER (mais rápido, em inglês). O mapa abaixo mostra o traçado do cabo:
"Desde o começo do projeto nós constantemente repetimos uns aos outros "mais rápido, Mais Rápido, MAIS RÁPIDO", e eventualmente esse se tornou o nome do projeto, e hoje ele se torna realidade", disse Hiromitsu Todokoro, presidente do comitê de gestão do consórcio FASTER, em um comunicado à imprensa. O projeto foi inicialmente anunciado em 2014, e ficou pronto dentro do prazo.
Se gostou comente, meu pagamento é seu comentário, valorize o site agradeça.
O estímulo é meu , a reação é sua, o Site é nosso.
"Saiba quem xeretou o seu perfil". Abordagens semelhantes a essas são usadas em inúmeras tentativas de golpe e fraude digital para roubar dados do usuário. Em geral, elas prometem à vítima um recurso que permite saber quem acessou seu perfil do Facebook, e surgem como extensão maliciosa da rede social. Essa mesma estratégia está sendo usada agora também no WhatsApp, segundo a Kaspersky Lab.
De acordo com os especialistas da Kaspersky, a mensagem chega geralmente de algum contato do usuário que já foi infectado. Ela contém uma mensagem como "Sabe quem xeretou seu perfil? Kkkkkk", seguida de um link. Ao acessar o link, a vítima é direcionada a um site que oferece o suposto recurso em troca do compartilhamento do link com dez amigos ou três grupos.
Caso a vítima siga as orientações, ela é depois direcionada para uma série de sites de propaganda - nenhum dos quais traz o recurso prometido. Se ela cadastrar seu número em qualquer um deles, ela será cobrada pelo serviço na próxima fatura do celular, e é aí que os criminosos ganham dinheiro. Segundo Fabio Assolini, analista de segurança da Kaspersky, uma busca em sites de reclamações de consumidores revela que uma grande quantidade de pessoas já foram enganadas.
Recursos verdadeiros e falsos
Embora haja anúncios e rumores sobre diversos novos recursos do WhatsApp, nenhuma novidade desse tipo foi comunicada pela empresa. Por esse motivo, mensagens desse tipo devem ser vistas sempre com suspeita - qinda mais quando elas tiverem erros de gramática, como no caso da mensagem acima.
Não se trata, nem de longe, da única tentativa de golpe que circula por meio do aplicativo de conversas. Outros esquemas de fraude recentes incluem um que prometia à vítima o acesso a uma versão "Gold" do WhatsApp (que não existe), e outro que dizia ao usuário que ativaria o recurso de videochamadas em seu dispositivo - também falso.

Se gostou comente, meu pagamento é seu comentário, valorize o site agradeça.
O estímulo é meu , a reação é sua, o Site é nosso.
Senadores dos Estados Unidos votaram ontem uma proposta de lei que ampliaria os poderes de vigilância do FBI, permitindo que o escritório tivesse acesso a históricos de busca sem necessidade de mandato judicial. Embora a proposta tenha sido rejeitada, a diferença foi de apenas dois votos, e pode vir a ser votada novamente em breve.
A legislação em questão permitiria ao FBI solicitar a quebra de sigilo dos históricos de busca na internet por meio de "national security letters" (cartas de segurança nacional). De acordo com o The Next Web, esses documentos, emitidos pelo próprio órgão, não necessita de aprovação de um tribunal. Com isso, o escritório de segurança dos EUA teria muito mais facilidade para acessar dados privados de internautas.
Ela foi proposta pelo senador John McCain, do Partido Republicano do Arizona, que já chegou até mesmo a concorrer à presidência do país em 2008 (quando perdeu para Barack Obama). A ideia de McCain com a lei era permitir o "rastreamento de lobos solitários" após o massacre homofóbico da boate Pulse em Orlando, na Flórida, que matou 49 pessoas e feriu outras 53.
Seriam necessários 60 votos a favor da proposta para que ela passasse, mas ela obteve apenas 58. No entanto, o senador Mitch McConnell do Partido Republicano de Kentucky mudou seu voto de "favorável à medida" para "contrário à medida" de última hora. Por esse motivo, segundo o Cnet, ela pode vir a ser votada novamente a partir da semana que vem.
Embora trate-se de uma legislação dos Estados Unidos, é bastante provável que ela tivesse efeitos globais. Isso porque muitas empresas mundiais de tecnologia, como Google, Apple, Facebook e Microsoft, estão sujeitas às leis (e à vigilância) do país. Além disso, segundo as denúncias feitas por Snowden em 2013, o Brasil foi o segundo país do mundo mais espionado pela NSA antes da divulgação do esquema..
Se gostou comente, meu pagamento é seu comentário, valorize o site agradeça.
O estímulo é meu , a reação é sua, o Site é nosso.
O novo Orkut, agora refundado, remodelado, e rebatizado de Hello, está chegando ao Brasil. Para celebrar o avanço no projeto, iniciado há pelo menos dois anos, Orkut Buyukkokten, fundador da antiga rede social que carregava seu nome, e da nova, escreveu uma carta contando um pouco mais de sua trajetória.
O texto foi disponibilizado em português, visto que Buyukkokten sabe o peso que seu nome carrega entre os internautas brasileiros. Ele fala sobre sua visão do que uma rede social deve ser, do que foi o Orkut na sua vida e o que a Hello deve proporcionar aos seus usuários.
“Olá,
Eu sou Orkut.
Talvez você não me conheça, mas há 12 anos eu comecei uma rede social chamada orkut.com enquanto eu trabalhava como engenheiro na Google. Eu sou o cara no qual orkut.com foi dado o nome. Em 2014 quando a Google anunciou que estava fechando orkut, foi um momento triste para nós. Orkut tinha se tornado uma comunidade com mais de 300 milhões de pessoas e foi uma incrível aventura para todos nós. Ninguém queria que perdêssemos o que tínhamos criado juntos. Nós conhecemos novas pessoas extraordinárias. Paqueramos. Encontramos novas oportunidades de trabalho. Até casamos e tivemos filhos por causa do orkut. Fizemos tudo isso acontecer, juntos.
Clique Aqui veja o vídeo !
O mundo é um lugar melhor quando nós conhecemos uns aos outros, quando somos um pouco menos desconhecidos. Eu já me senti como um estranho no ninho às vezes: Eu nasci na Turquia e fui criado na Alemanha, onde eu era um menino nerd muçulmano em uma classe cheia de loiros. Quando voltei a Turquia, estudando primeiro grau, eu era o menino esquisito com sotaque alemão. Toda a minha vida, eu sempre me senti meio afora: Eu era programador, eu era gay, ou eu era baixinho e por cima tinha um sotaque estrangeiro. Eu quase nunca tive uma jornada fácil. Mas na verdade, eu nunca tive problemas em fazer amigos, porque eu amo as pessoas.
Eu acho que todos nós deveríamos ser um pouquinho mais amigáveis. O mundo precisa disso. Estamos vivendo numa época estranha. Nós nos escondemos atrás de nossos aparelhos, ignorando as pessoas ao nosso redor. Nós ficamos com os habitantes locais quando viajamos ao exterior, mas nós nem sequer sabemos quem são os nossos vizinhos em casa. Nós seguimos o feed de notícias de nossos amigos debaixo de nossos cobertores, no escuro. Nossas vidas são meros pedaços de anonimato e isolamento. Muitas vezes, estamos sozinhos. Muitas vezes, temos medo do que não sabemos. Muitas vezes, temos ódio das coisas que não entendemos.
Mas eu tenho esperança sobre esse nosso mundo. Eu tenho certeza que quanto mais nos conectarmos, mais bonito ele se tornará. Eu criei o orkut com isso em mente. O mesmo motivo pelo qual eu criei a primeira rede social do mundo, quando eu ainda era um estudante de mestrado na Universidade de Stanford, e é por isso que eu dediquei a minha vida inteira a ajudar as pessoas a conectarem-se umas com as outras.
Por tudo isso meus amigos, obrigado por fazer orkut uma comunidade tão amorosa. Eu sou tão abençoado por compartilhar este mundo com vocês. Como sinal de gratidão, eu estou fazendo uma nova rede social apenas para vocês. Eu não sou tão bom de despedidas, então eu estou a chamando de "hello". Hello é a próxima geração do orkut.
O que é a hello?
Hello é a primeira rede social construída através de amizades profundas, não “Gostos”. Eu inventei a hello para ajudá-lo a conectar-se com pessoas que compartilham das suas paixões.
Hello conecta a todos nós. Pense nisso: você pode dizer "hello" em qualquer língua e as pessoas vão entender. "Hello" é provavelmente a palavra mais falada no mundo, depois de "Ok". Olá, Oi, alô, holá, Aló, halo, āllo, hallo, alló, hello. Medo e ódio não tem lugar quando você faz esse simples e amigável gesto para uma outra pessoa. Então venha comigo participar e fazer novos amigos. Diga hello e ame seu mundo.
Continue sendo quem você é,
- Orkut”
Orkut também publicou este vídeo abaixo no canal do YouTube da Hello Network, falando sobre o seu novo projeto. Infelizmente, o vídeo está disponível apenas em inglês, sem legendas em português:
Se gostou comente, meu pagamento é seu comentário, valorize o site agradeça.
O estímulo é meu , a reação é sua, o Site é nosso.

[Fechar]

..... ---> Mantenha o site no ar inscreva-se em nosso canal oficial do youtube,e de graça!

>
.....